13ª Jornada de Profissões da Escola Lourenço Castanho

Evento reuniu estudantes, ex-alunos e pais para discutirem carreiras e profissões.


No dia 11 de junho, aconteceu a 13ª Jornada de Profissões, evento organizado anualmente com o objetivo de auxiliar os alunos desde os 9° anos até as 3ªs séries na escolha da carreira profissional.

Neste ano, a jornada começou com as mesas dos ex-alunos, que atualmente estão cursando nível superior e que foram até a unidade do Ensino Médio para conversar sobre vestibular, cursos, disciplinas, entre outras. Algumas profissões que se encontravam representados eram publicidade e propaganda, medicina, direito, relações internacionais, odontologia, moda, física, arquitetura e engenharia.

A ex-aluna Luiza de Alexandria, que se formou em 2016 na Lourenço e atualmente estuda na Temple University, na Pensilvânia, tirou algumas dúvidas de como é cursar faculdade no exterior. Ela contou que adorava participar da Jornada das Profissões e que é uma experiência diferente poder ficar do outro lado da mesa. “É uma posição de muita responsabilidade, pois tenho que saber que o que foi bom para mim, pode não ser para a pessoa que está me ouvindo. Também é um convite de muita honra, já que eu admiro a Lourenço Castanho e agradeço por toda a formação que me deu”.

Já a estudante de Cinema da FAAP, Giulia Napolli, que se formou na Lourenço Castanho ano passado, contou como surgiu o convite para participar da jornada. “A Dani, gestora da unidade, chamou os ex-alunos porque ela realmente valoriza a nossa fala. Como eu gosto muito da Escola e da Dani, me interessei em participar”.

Após as mesas, os estudantes foram direcionados para três salas onde ocorriam palestras de diferentes áreas. No primeiro horário, havia apresentações de Empreendedorismo e Novos Negócios; Relações Internacionais e Economia; Arquitetura e Engenharia.

O economista Eduardo Moreira, autor de livros como O Que Os Donos Do Poder Não Querem Que Você Saiba e pai de alunos da escola, falou aos jovens sobre sua trajetória profissional e aconselhou a não colocar tanta pressão nas suas decisões. “É importantíssimo a existência deste evento porque é uma fase de muita dúvida, medo, insegurança, ainda mais no ambiente em que estamos vivendo e com a crise. Mas eu acho que tem que tirar dos jovens um pouco desse peso e tornar o processo mais leve”.

Já no segundo horário, tivemos salas com os setores de Medicina e Nutrição; Artes visuais, Música e Moda; Administração. Diretora do departamento de Recursos Humanos do Museu de Arte de São Paulo (MASP) e também mãe de aluna, Renata Geo contou que estava bem animada em compartilhar como funciona um museu e quais são os profissionais que lá atuam. “Existe uma falta de conhecimento das pessoas em relação à estrutura que um instituto cultural tem. Todos contam com vários profissionais, de diversas áreas. Fico feliz em partilhar esse conhecimento com jovens que irão iniciar suas carreiras”.

Na última etapa da atividade, os palestrantes eram da área de Comunicação, Direito e Ciências Humanas. O advogado especializado em tecnologia e pai de três alunos, Andre Zonaro, falou que recebeu o e-mail da Escola convidando os pais a participarem e logo se interessou, pois acha de extrema importância um evento deste porte. “Eu conheço a Lourenço Castanho há muito tempo e vejo como ela contribui para a formação dos meus filhos. Essa participação é uma forma de retribuição por tudo que se tem oferecido para as minhas crianças e espero que quando eles estiverem no Ensino Médio, outros pais estejam aqui para dividir seu conhecimento e poder auxiliá-los em suas decisões profissionais”.

“A Jornada das Profissões é um ambiente essencial para todos os alunos que estão no Ensino Médio, porque você consegue ter essa noção de algumas profissões, suas rotinas, funções, faculdades disponíveis. Você consegue ter todas essas informações mais próximas”, finaliza o jovem Miguel de Paula, da 3ª série A.