HOME  |  CONTATO  |  LC Online  |  NOTÍCIAS Social Moodle Social Facebook Social Twitter Social Linkedin Social Issuu Social Youtube

 



Brinquedos e Brincadeiras

27/02/2019

Em sala de aula, as turmas dos 2ºs anos do Ensino Fundamental I estão estudando diversas brincadeiras e brinquedos como parte das atividades do Projeto Integrador de Série. Para vivenciarem isso, eles foram ao Parque Ibirapuera e participaram de atividades ao ar livre em um momento de integração da turma.

O objetivo do Projeto de Série “Brinquedos e Brincadeiras” é resgatar as brincadeiras em diversas épocas. “A ideia é que eles conheçam outras brincadeiras e que façam relação com as dos avós e dos pais, vendo o que mudou e o que permaneceu”, explica a professora do 2ºD, Danielle Fontenele. Para isso, os alunos realizaram entrevistas com os pais sobre as brincadeiras deles, quando crianças. “Nessa atividade, apareceram muitas coisas parecidas e outras nem tanto, mas o legal é que conseguimos perceber que algumas brincadeiras mudaram no decorrer do tempo”, destaca a professora.   

Na etapa seguinte, os alunos conheceram as brincadeiras e compartilharam as que gostaram. “Esse momento é importante porque há uma integração na sala. A turma começa a falar sobre suas brincadeiras preferidas e, com isso, alguns vão se identificando”, ressalta a professora. Sendo assim, a turma decidiu quais seriam as brincadeiras feitas no Parque e, durante a conversa, disseram que uma delas seria “brincar com a natureza”. 

Durante o percurso até o Parque, a professora comenta que os alunos foram compartilhando seus medos. “Eles vão perguntando muitas coisas e falando que têm medo de abelha, por exemplo. Eu vou falando que não tenho medo e, assim, vamos estabelecendo outros diálogos. Eles vão percebendo que a professora também gosta de brincar, que também tem as brincadeiras preferidas, e isso faz com que haja um vínculo”, destaca Danielle.

No Parque, a turma começou a vivência brincando de pique bandeira, queimada, pular corda, jogar peteca e, no final, seguiram para o espaço onde há escorregadores, gangorra, entre outros. “Costumo dizer que, antes dessa atividade, os alunos ainda não estão próximos, e, após essa ida ao Parque, eles voltam como um grupo. Então, as brincadeiras vão além da aprendizagem”, comenta a professora.

Nas próximas etapas do Projeto, as turmas irão ver as brincadeiras dos avós e, posteriormente, as brincadeiras do Brasil.

 


 

 

 

Facebook Twitter Linkedin Issuu Youtube