HOME  |  CONTATO  |  LC Online  |  NOTÍCIAS Social Moodle Social Facebook Social Twitter Social Linkedin Social Issuu Social Youtube

 



Turmas dos 8ºs anos recebem alunos quilombolas da Escola Chules

07/12/2018

Entre os dias 29 de novembro a 01 de dezembro, as turmas dos 8ºs anos do Ensino Fundamental II receberam, em São Paulo, os alunos da mesma série, da Escola Chules Princesa. Eles participaram de atividades de integração em pontos importantes da cidade e realizaram juntos o estudo de campo.

“A atividade começa com a pergunta problema do Projeto de Série dos 8ºs anos: Como conhecer o outro transforma o meu modo de perceber o mundo? A partir disso, eles realizam pesquisas para posteriormente irem – em estudo de campo - para as comunidades quilombolas (Vale do Ribeira e as Cavernas do Petar)”, explica a professora de Língua Portuguesa, Larissa Andrade. Lá, as turmas visitam a Escola Chules Princesa e realizam atividades de integração. “Nossos alunos conhecem as Cavernas e o Quilombo de Ivaporunduva, juntos com os alunos da Chules”, diz a professora.

Quando os alunos retornam para a Lourenço, começa a campanha para realização do estudo de campo em São Paulo. “A maioria das crianças quilombolas não conhecem a cidade e, para eles virem para cá, começamos uma arrecadação de fundos que nossos alunos divulgam, e os familiares, comerciantes aos arredores da Escola e comunidade escolar ajudam a chegarmos à meta”, explica Larissa. Com a campanha concluída, os alunos da Chules vêm para São Paulo e, juntos com os da Lourenço, começam a programação estipulada.

Quando chegaram à São Paulo, no dia 29 de novembro, os alunos da Chules foram recebidos pelos diretores e coordenadores do Ensino Fundamental II e almoçaram na cantina da Escola.

Em seguida, os alunos da Lourenço e da Chules se dividiram em grupos e foram conhecer a Escola. Os alunos da Lourenço mostraram os espaços onde são ministradas aulas, biblioteca, quadras, laboratório de Ciências e Informática, Sala de Música e Expressão e também a Sala de Projetos.

Finalizando esse tour pela Unidade do Ensino Fundamental II, os alunos e professores caminharam até o Parque Ibirapuera, com intenção de visitar o Museu Afro-brasil. Ainda no Parque, as crianças quiseram tomar água de coco e sorvete e se dividiram para visitar o acervo do Museu.

“Eu acho legal receber eles porque, do mesmo jeito que a gente foi conhecer a realidade deles, eles vieram conhecer a nossa cidade, nosso estilo de vida e a nossa Escola”, afirma a aluna do 8º ano C, Ana Júlia Cassiano.

“A parte que eu mais gostei foi de conhecer o Museu Afro e de ir ao Mc’Donalds”, conta a aluna do Chules, Nicole Inácio.

No dia seguinte, a programação foi conhecer pontos importantes da cidade. As turmas se encontraram na Praça da República e, lá, pegaram o ônibus turístico City Tour que passa pelos principais pontos de São Paulo e dá uma breve explicação sobre os lugares. Nesse passeio, eles puderam conhecer o Estádio do Pacaembu, a Avenida Paulista (MASP e Casas das Rosas), Ibirapuera, Centro Cultural São Paulo, Liberdade e Pateo do Collegio.

O itinerário finalizou no Pateo do Collegio, onde eles visitaram o Museu Anchieta e realizaram algumas atividades do Estudo de Campo, fazendo comparações das fachadas do prédio em diferentes épocas. Depois, seguiram para a Liberdade, onde almoçaram.

No começo da tarde, os alunos seguiram de metrô para a Avenida Paulista. Eles pararam no Museu da Arte de São Paulo (MASP) para conhecerem o acervo fixo. Logo depois, seguiram para o Shopping Cidade São Paulo para assistirem a um filme.

No último dia, a visita foi ao Estádio do Pacaembu e ao Museu do Futebol, encerrando com o almoço no restaurante Zumba da Carne de Sol.

Os alunos contam sobre a experiência em São Paulo. “É a minha primeira vez aqui e agradeço por ter conhecido todos esses lugares. Via a cidade pela TV e não parecia ser tão grande e agora vejo que é além disso, é muito movimentada”, diz Miguel Viera, aluno do Chules. “Aqui é muito diferente de onde moramos, e o que mais me chamou a atenção foi a quantidade de carros. A integração com a Lourenço também foi muito legal”, comenta Ana Carolina Pereira.

A professora da Lourenço destaca a importância desse momento. “Acredito que é fundamental essa ideia de conhecer o outro. Não só pelo estudo, mas conversando, se conhecendo e percebendo esse outro como uma pessoa com a qual você pode trocar experiências”, ressalta Larissa. “Essa integração é muito importante para eles. A maioria dos nossos alunos nunca teria a oportunidade de conhecer esse pouco que estão vendo, então, é momento inovador. Acredito que para a Lourenço também é. Estar perto de nós pode trazer um outro aprendizado”, complementa a professora de Filosofia da Chules, Sônia Rodrigues.

 

 


 

 

 

Facebook Twitter Linkedin Issuu Youtube