HOME  |  CONTATO  |  LC Online  |  NOTÍCIAS Social Moodle Social Facebook Social Twitter Social Linkedin Social Issuu Social Youtube

 



Visita à Instituição de Longa Permanência para Idosas

23/08/2017

Os alunos participantes do Núcleo de Projetos Sociais (NUPS) foram até a Instituição Longa Permanência para Idosas – Filhas de São Camilo, para uma tarde alegre de integração, conversas e músicas.

A saída foi organizada pelos professores Juan Carlos Ramirez e Kadine Teixeira. “Já faz alguns anos que temos essa parceria com o Lar de Idosas. Dentro da perspectiva do NUPS, a ideia é colocar os alunos em contato com outras realidades, com outros contextos e fazer a interação intergeracional, para que possam ir percebendo a questão do envelhecimento, e como o idoso é visto e colocado na sociedade. Ir desenvolvendo neles esse respeito, que também há em outros âmbitos do projeto, mas, nesse caso, especificamente com a terceira idade”, explica Kadine.

Ao chegar à Instituição, as idosas já estavam esperando os alunos no Salão de Convivência. Após as apresentações, houve um momento de bate-papo para que os alunos pudessem saber um pouco mais sobre a história delas. Para aumentar ainda mais esse momento de integração, o NUPS disponibilizou lanches, e os alunos ajudaram no momento da alimentação das idosas.

Os alunos cantaram uma canção para se despedirem. Entretanto, esse gesto foi tão apreciado pelas idosas que houve a necessidade de acrescentar mais canções no repertório. Dessa vez, as canções apresentadas foram: Carinhoso (Pixinguinha); Trem das Onze (Demônios da Garoa); Asa Branca (Luiz Gonzaga) e Gostava Tanto de Você (Tim Maia).

A aluna do NUPS Maria Lúcia Monteiro compartilhou um pouco do que foi a experiência. “Foi muito legal porque nós pudemos interagir com elas. E, na hora de cantar, foi muito divertido”, diz. Pedro Loureiro, participante da Oficina, complementa: “Gostei bastante da saída. Eu tenho uma bisavó que está em uma casa de repouso e eu me vi nessa visita indo falar com ela. Gostei muito disso, porque é uma forma diferente de conhecermos o mundo. E conhecer essas pessoas, de épocas nas quais não vivemos, é muito legal”, diz.

 


 

 

 

Facebook Twitter Linkedin Issuu Youtube