Dicas de Saúde

OS BENEFÍCIOS DA ATIVIDADE FÍSICA REGULAR:

* Ajuda você a ser mais produtivo;
* Aumenta sua capacidade para trabalhos físicos;
* Dá mais “pique” para outra atividades físicas;
* Aumenta a força muscular;
* Ajuda seu coração e pulmões a trabalharem de forma mais eficaz.
* Fortifica os músculos;
* Dá maior flexibilidade.
* Dá mais energia;
* Ajuda a lidar melhor com o estresse;
* Melhora sua auto- imagem;
* Aumenta a resistência à fadiga;
* Ajuda a controlar sintomas depressivos e ansiosos;
* Ajuda a relaxar e a sentir menos tensão;
* Melhora a capacidade de pegar no sono rapidamente e de dormir bem.

A IMPORTÂNCIA DA ÁGUA:

Tanto no verão quanto no inverno, a recomendação de se tomarem de dois a três litros de água por dia deve ser levada a sério, principalmente pelos praticantes de exercícios. Assim, mesmo que você não sinta sede, beba meio litro de água de 10 a 20 minutos antes de iniciar a atividade física e pequenas doses (100 a 250ml) durante a prática, no máximo a cada 15 minutos.
Nos últimos tempos, grande tem sido a divulgação da importância de água para nosso organismo e da conseqüente necessidade de se beber no mínimo dois litros por dia desse composto químico, também conhecido como H2O . E não pense você que isso tudo é balela ou um marketing agressivo de fabricantes de água mineral; água faz realmente muito bem à saúde e, de quebra, à beleza também.
Exagero? Não. Tudo no corpo precisa de água para funcionar. Pode-se dizer que ela é o principal alimento do metabolismo humano, pois até quando você respira e faz a digestão está gastando água. Consequentemente , no final do dia, o metabolismo gastou entre 2 e 3 litros, quantidade essa que aumenta de acordo com a temperatura do corpo e a intensidade das atividades físicas. Se, no entanto, a ingestão de água não for o suficiente para repor esta perda, o corpo fica completamente desidratado. Portanto, não espere sentir sede, pois quando ela aparece é sinal de que o estoque já está muito baixo.
Você deve, então, estar perguntando: “Se a perda mínima diária é de 3 litros e a recomendação de reposição é de 2 litros, de onde o organismo tirará o outro 1 litro que falta?” Dos alimentos, principalmente das frutas. Mas lembre-se de que, junto você estará consumindo o açúcar natural de cada uma delas. Mesmo assim, sucos isotônicos (ingeridos durante a atividade física), entre outras fontes de água estão valendo. O importante é beber mais água!

O QUE ACONTECE SE VOCÊ NÃO BEBER ÁGUA SUFICIENTE

* O metabolismo fica prejudicado, já que a água é responsável por levar os nutrientes ao restante do organismo, eliminar toxinas e regular sua temperatura;
* A digestão fica mais demorada, já que os alimentos precisam ser dissolvidos numa solução formada por água e sucos digestivos;
* A urina torna-se mais concentrada e podem aparecer problemas nos rins , que, para preservar o sangue, passam a concentrar o sal;
* O intestino fica preso, com a falta de água, para dissolver as fibras residuais dos alimentos;
* A circulação é comprometida, e, em caso extremos, o sangue começa a correr mais devagar.
* Aparecem os sintomas de desidratação: boca seca, olheiras, diminuição da urina e pressão baixa.
* Pele, cabelo e unhas passam a estar mais vulneráveis à desidratação, e de nada adiantarão centenas de banhos de creme, pois eles apenas servem para manter o que a água hidratou.
* Os músculos perdem 3% da sua quantidade de água, o que representa uma diminuição de até 10% de sua capacidade.
* A urina diminui e consequentemente há a eliminação das toxinas, que provocam o envelhecimento precoce e o aparecimento de celulite.
* O rendimento cai no trabalho, no estudo e, principalmente, durante os exercícios, já que a atividade física aumenta a transpiração e , lógico , a perda d´água.
* Diminui a absorção das proteínas e dos sais minerais pelo organismo.
* Emagrece -se mais devagar, pois a água é muito importante durante o processo de metabolização das gorduras, o qual leva à perda de peso.

VOCÊ SABIA QUE…

* A água é 85% de seu sangue, 75% de seu cérebro, 13% da pele e cerca de 70% dos músculos?
* A transpiração leva 500ml de água por dia; de 1 a 1,8 litro com a urina e 400ml saem pelos pulmões, totalizando uma perda total de 2,7ml?
* Quando o exercício é mais intenso, é necessário beber 1 copo de água a cada 20 minutos?
* O corpo humano suporta até 49 dias em greve de fome, mas apenas 4 sem água?
* Tomar 1 copo de água antes do café da manhã melhora o funcionamento dos intestinos?
* 70% do peso do seu corpo é de água?
* Em um recém-nascido, 80% do peso é água. Já no idoso esta taxa cai para 50%?
* A desidratação natural do corpo é que leva ao envelhecimento?

O QUE A ATIVIDADE FÍSICA FAZ EM SEU CORPO
O exercício funciona como um estímulo para a proliferação de células que compõem vasos sanguíneos, músculos e ossos. O organismo fica mais preparado para esforços físicos. Com isso, em condições normais, passa a trabalhar com mais “folga”. Também libera substâncias químicas que interferem diretamente na sensação de bem-estar e na melhor capacidade do sistema imunológico para combater as infecções.

. PULMÕES
Melhora a capacidade pulmonar . Aumenta o consumo máximo de oxigênio (medida que avalia a resistência aos esforços)

COMO FUNCIONA – Aumenta a rede de pequenos vasos que irrigam os alvéolos pulmonares (estruturas de troca de gases), melhorando o aproveitamento de oxigênio pelo pulmão. Desse modo, a respiração fica mais eficiente.

. BARRIGA
Facilita a perda de peso ou a manutenção do peso desejado . Combate a obesidade.

COMO FUNCIONA – Reduz a gordura e aumenta a massa muscular. O músculo é um tecido muito ativo, que ajuda no maior consumo de calorias ao longo do dia.

. PERNAS
Diminui edemas, varizes e o risco de trombose.

COMO FUNCIONA: Aumenta a pressão dos músculos sobre os vasos das pernas. Funciona como uma espécie de bomba, que ajuda o sangue a vencer a força da gravidade e a voltar mais facilmente para o coração.

. MÚSCULOS
Fortalece a massa muscular . A atividade estimula o crescimento das fibras musculares que compõem os diversos músculos do corpo.

COMO FUNCIONA: A atividade estimula o crescimento das fibras musculares que compõem os diversos músculos do corpo.

. CÉREBRO
Proporciona sensação de bem – estar .Melhora a auto- estima .Reduz sintomas depressivos e ansiosos. Melhora o controle do apetite. Diminui a síndrome de fadiga crônica – cansaço e baixo rendimento no trabalho.

COMO FUNCIONA – Estimula a liberação de substâncias que “melhoram ” o funcionamento do sistema nervoso central.

. NARIZ E GARGANTA
Reduz ocorrências de gripes, resfriados e infecções respiratórias em geral.

COMO FUNCIONA
Estimula a produção de alguns aminoácidos (componentes das proteínas) que melhoram a ação protetora do sistema imunológico.

. CORAÇÃO
Melhora o funcionamento do coração ( para um mesmo esforço , o trabalho cardíaco passa a ser menor) . Aumenta a resist6encia aos esforços físicos e ao estresse . Aumenta a sobrevida até mesmo nas pessoas que já tiveram um infarto.

COMO FUNCIONA: Estimula uma melhor vascularização(aumento da irrigação de sangue para o próprio coração), o que garante melhor funcionamento do órgão. Reduz fatores de risco para artérias coronárias- como pressão arterial e colesterol.

. PÂNCREAS
Facilita o controle do diabetes.

COMO FUNCIONA: Diminui a resistência à ação da insulina ( hormônio que facilita a entrada de glicose nas células), favorecendo um melhor controle dos níveis de açúcar no sangue.

. VASOS SANGUÍNEOS
Reduz obstruções nas paredes dos vasos, diminuindo problemas como aterosclerose (placas de gordura), “derrames cerebrais” e infartos.

COMO FUNCIONA: Reduz as taxas de colesterol total e eleva o HDL (colesterol “bom”), que protege contra a formação de placas de gordura nas artérias. Também combate a hipertensão, reduzindo os níveis de pressão arterial.

. OSSOS
Reduz os riscos de osteoporose ( enfraquecimento dos ossos) e fraturas na velhice.

COMO FUNCIONA: Estimula a proliferação dos chamados osteoblastos (células que contribuem para o crescimento do tecido ósseo).

A IMPORTÂNCIA DA FLEXIBILIDADE E DO ALONGAMENTO

A flexibilidade é definida como uma qualidade física pela qual é possível executar movimentos voluntários de amplitude angular máxima, pelas articulações, sem o risco de provocar lesões.
O grau de flexibilidade de uma articulação depende de quatro fatores: mobilidade, elasticidade, plasticidade e maleabilidade. Conforme o professor de atletismo Givaldo Triunfo, cada pessoa possui um nível de flexibilidade específica, que provém de seu genótipo (herdado pela carga genética) e do fenótipo (modificações resultantes do meio em que vive). ´Uma pessoa pode nascer com uma boa estrutura articular para a flexibilidade, mas poderá perdê-la conforme seu estilo de vida. Ao mesmo tempo, uma outra pode nascer sem essa estrutura, mas desenvolver gradativamente com exercícios de alongamento, tornando-se potencialmente flexível”, explica Triunfo.
Porém vários fatores são ponderantes ao se analisar o potencial de flexibilidade de um indivíduo. O fator idade, por exemplo, é um deles. Quanto mais velha a pessoa, menor sua flexibilidade. Os tendões e as fáscias musculares aumentam de espessura devido à idade e à falta de exercício.
O ser humano é potencialmente mais flexível na hora do nascimento , quando as articulações da calota craniana mobilizam-se para permitir a passagem pelo canal vaginal. Por isso, quanto mais cedo uma pessoa iniciar o maiores serão as possibilidades de atingir grandes arcos de mobilidade articular.
Em relação ao sexo, sabe-se que as mulheres são mais flexíveis que os homens. Esse fato é causado pelas diferenças hormonais, pois a taxa superior de estrógeno da mulher produz retenção de água, o que eleva a porcentagem de tecido adiposo diminui a massa muscular. Com isso, conclui-se que pessoas com mais massa muscular possuem menos flexibilidade, já que isso impede a finalização de diversos movimentos.

AQUECIMENTO : Há grande polêmica sobre se deve ou não realizar o aquecimento antes da prática esportiva; a maioria dos estudos afirma que, se for realizado corretamente, com duração de cinco a 20 minutos, com consumo energético em torno de 60% do VO2 máx. e com elevação de 2 a 3º C na temperatura corporal, o aquecimento aumenta o nível de flexibilidade das articulações diminuindo o risco de lesões. Por outro lado, os exercícios intensos causando fadiga provocam diminuição da flexibilidade.

FLEXIONAMENTO: É importante esclarecer a diferença entre o alongamento e o flexionamento. Este último trabalha no limite máximo do movimento. O objetivo final é obter uma melhora da flexibilidade, através da viabilização de amplitudes dos movimentos articulares superiores às originais. Se, por um lado, o alongamento não possui contra- indicações, o flexionamento pode apresentar alguns efeitos negativos antes da prática esportiva ou de uma competição. Se ele for rápido, quando o fuso muscular é estimulado, haverá uma redução da flexibilidade durante a competição. Se for lento, relaxa a musculatura diminuindo a velocidade de reação.