Projeto da Lourenço é selecionado para a Conferência Scratch@MIT

A home in tune, desenvolvido no Ensino Médio, será apresentado em julho no Instituto de Tecnologia de Massachusetts.


Entre os dias 26 a 28 de julho, acontecerá, em Boston (EUA), a Conferência Scratch@MIT, organizada pelo MIT – Instituto de Tecnologia de Massachusetts. O evento reunirá educadores, desenvolvedores e convidados para apresentarem e debaterem sobre a utilização do Scratch na aprendizagem. A Lourenço Castanho foi selecionada e participará apresentando o trabalho “A Home in Tune”.

Desenvolvido ao longo de 2017, trabalho dos componentes curriculares Física e Tecnologia Educacional, elaborado pelos professores Luíza Regina Fernandes, Jorge Ferreira e Tatiana Garcia com a turma da 3ª série do Ensino Médio, o Projeto “A Home in Tune” consiste na ideia de construção de uma residência automatizada. “Um dos cursos da 3ª série é eletricidade. Então, fiz um paralelo entre eletricidade e eletrônica e, consequentemente, veio a ideia de fazer moldagens que envolvessem dispositivos eletrônicos com utilização do arduino”, explica o professor de Física, Jorge Ferreira. “Com isso, nós demos início a um projeto Maker no Ensino Médio, que reúne a teoria e a prática para um melhor entendimento”, complementa Regina Fernandes, professora de Tecnologia Educacional.

Os alunos trabalharam coletivamente na criação e na execução do projeto, que foi estruturado por meio de uma maquete para representar uma residência automatizada em quatro ambientes: jardim, portão, cerca elétrica e iluminação. “Por meio de comandos tecnológicos, o aluno vai poder abrir e fechar portões; o jardim, se estiver seco, será molhado automaticamente; a luminosidade da casa será ligada conforme for escurecendo, e a cerca elétrica, construída com espelhos e laser, será acionada conforme o impedimento do reflexo do laser no espelho”, explica Regina. Para que o funcionamento desse certo, os alunos utilizaram os conceitos de Física e dos componentes eletrônicos, como: corrente elétrica com circuitos de LED’s; luz e sombra com sensores PIR e LDR; resistência elétrica; reflexão da luz com espelhos planos; movimento e rotação com PIR e servo motor; vazão de líquido com bomba d’água submersa e vibração e produção sonora.

Na Conferência, o projeto será apresentado em estilo ‘Pôster’, e os participantes poderão interagir com a maquete, mexendo nos sistemas de acender e apagar as luzes; abrir e fechar o portão e poderão acionar o alarme e a bomba d’água. “Deixaremos o mais interativo possível, para que todos possam ouvir a explicação, mas também ver, na prática, como funciona, porque isso é o mais interessante”, comenta Jorge.

O evento contará com projetos e participantes de várias partes do mundo para o compartilhamento das ideias sobre o Scratch. “Eles possuem uma comunidade muito grande, e termos a oportunidade de participar, representando a Escola, já é um grande prêmio. Além disso, é importante ressaltar também que a Conferência nos dá a chance de mostrarmos que estamos trabalhando com a tecnologia no cotidiano, utilizando metodologia STEAM (Science, Technology, Engineering, Arts and Mathematics), e que nossos alunos estão recebendo esse tipo de instrução, que é muito importante”, diz Regina.