fbpx

Alunos das Vivências Interculturais Ampliadas visitam a Liberdade

A visita teve como objetivo a compra de ingredientes para temaki


Os alunos do VIA do Infantil 5 estão desenvolvendo um estudo sobre países. A educadora do VIA, Gabriela Pinsdorf, contou que o trabalho partiu de uma vontade dos alunos. “Era um interesse muito latente entre as crianças, elas sempre queriam conversar sobre os lugares a que vão nas férias”.

Então, a partir disso, os alunos passaram a desenvolver pesquisas sobre os países, abrangendo os costumes, histórias, idiomas e demais características.

O primeiro país pesquisado foi a China e, em seguida, os alunos queriam pesquisar sobre o Japão. O país chamou muito a atenção das crianças, dando subsídio para diversas questões.

Para ilustrar a aula, a educadora decidiu fazer um prato típico da cultura japonesa com os alunos: o temaki, e também uma roda de conversa com o Sr. Maeda.

Durante a conversa, ele contou aos alunos que o bairro da Liberdade, em São Paulo, concentra muitos japoneses e elementos da cultura, como comida, roupas e enfeites.

Para acentuar ainda mais a experiência e aprofundar os conhecimentos deles sobre o país estudado, os alunos foram até a Liberdade para comprar os ingredientes necessários para a receita escolhida.

Gabriela contextualizou as crianças, contando sobre a história do bairro e sua arquitetura típica.

Antes de ir à loja, eles puderam experimentar um pouco mais da culinária, almoçando no restaurante Nandemoya, e, depois, comeram doces típicos, como dorayaki e kanten.

Gabriela explica que a visita é como uma imersão, que faz com que os alunos percebam o diferente de outra forma. “É uma vivência deles, não é através de uma exposição minha de como são as coisas lá, é uma oportunidade de eles irem até lá e eles mesmos viverem. É uma forma de provocar a noção de alteridade, para que percebam que existem outras possibilidades, pessoas que moram na mesma cidade que eu, mas não possuem a mesma origem ou história similar”.