fbpx

Que fruta é essa?

Alunos da Educação Infantil realizam atividade experimental com frutas


Os alunos do Infantil 2 realizaram, no dia 19 de abril, uma experimentação, direcionada pela questão “Que fruta é essa?” – atividade originada nas aulas de Observação, Experimentação e Investigação (OEI). Esse tipo de atividade tem espaço privilegiado no planejamento dos professores e acontece semanalmente durante o primeiro semestre.

O objetivo da experiência é potencializar o contato das crianças com objetos, substâncias e fenômenos físicosOs elementos principais dessa proposta consistem no tipo de material oferecido às crianças, nas suas possibilidades de exploração e no modo de intervenção das professoras no decorrer das atividades.

Os materiais devem potencializar explorações amplas – observar e tocar, cheirar e provar, pôr e tirar, apertar e esticar. Essas são ações que criam um cenário favorável para a exploração, curiosidade, vivência e aprendizagem. “Todas as atividades dessa abordagem foram estruturadas sobre um modelo de trabalho: apresentação do material, contato pelas crianças, apresentação de uma questão, encerramento com manifestação livre sobre o que foi feito, como se fez e o que ocorreu”, comenta a coordenadora pedagógica Vivian Alboz.

Os alunos puderam explorar quatro tipos diferentes de frutas: morango, pera, kiwi e manga. Anteriormente, já haviam explorado, individualmente, outras frutas como a melancia e a banana.

“Aos dois anos, muitos deles nunca haviam tocado nas frutas in natura ou sequer se aproximado delas, já que, muitas vezes, as frutas já chegam cortadas para elas”, afirma a coordenadora.

Ao apresentar as frutas para as crianças, algumas sabiam reconhecer, mas outras ficaram na dúvida. Com o morango, por exemplo, a maioria das crianças já sabia que era essa fruta, um aluno também comentou que deveria tirar o “verdinho” ou o “cabinho” para comer. Falaram da cor, das sementes e acharam uma delícia.

Já com a pera, algumas crianças reconheceram e outras não. Com o kiwi, os pequenos ficaram impressionados com a textura diferente e com as cores da fruta, sendo marrom por fora e verde por dentro. Quando experimentaram, alguns se deliciaram e outros preferiram não comer. A última fruta apresentada foi a manga, e algumas crianças disseram que poderia ser mamão, já que tem o formato parecido, mas, em seguida, foram explicadas as diferenças, e os alunos puderam experimentar a fruta, além de notarem que ela tem a mesma cor por fora e por dentro, diferente do kiwi.

“A ideia principal dessa atividade é que a criança seja ativa. Ela vai criar o conhecimento porque ela vai viver aquilo”, afirma a professora do Infantil 2B, Bruna Tena.

Os alunos já tiveram experiências de OEI com outras atividades, envolvendo tinta e outros materiais, e continuarão com esse projeto até o final do primeiro semestre, conhecendo e experimentado, a cada semana, sensações diferentes, ampliando seu repertório e conhecimentos.