Lourenço Castanho participa da Semana da Educação – FEUSP

Alunas do Ensino Médio compartilham a experiência do Projeto Científico com professores e estudantes de outras escolas.


No dia 23 de agosto, aconteceu, na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP), a Semana da Educação cujo tema foi: “Pontes abertas: há sempre o que aprender, há sempre o que ensinar”. A convite da organização, a Lourenço Castanho esteve presente, compartilhando a experiência do Projeto Científico da 2ª série do Ensino Médio.

O evento tem como proposta trazer diversas temáticas relacionadas à educação para uma discussão com alunos do ensino básico, do ensino superior e professores da área.

“A Semana da Educação é um momento para reunir escolas (profissionais da área), para que, assim, possamos dialogar com toda a comunidade que tenha contato com a educação”, explica Aline Ferreira, uma das organizadoras.

O tema dessa edição focou na aprendizagem dos professores e na troca que há com os alunos. “Aprofundamos o tema na formação e no processo de teoria e prática, que é uma questão difícil, e queríamos trazer pessoas que tivessem o contato com a prática para realizar esse compartilhamento de conhecimento”, destaca Daniela Nogueira, também organizadora do evento.

Com foco nessa troca, as alunas Ana Carolina Bueno, Beatriz Bim e Clara Helena Vicentini, autoras do trabalho Cartografia dos adolescentes desaparecidos no ‘triângulo da violência’ na zona sul da cidade de São Paulo em 2016”, sob orientação do professor Ednilson Quarentaforam convidadas para a mesa: “A pesquisa científica na escola: projetos do Fundamental I ao Ensino Médio”, para compartilharem a experiência e o processo de desenvolvimento da pesquisa da 2ª série do Ensino Médio.

“Queríamos trazer alunos que já participaram de feiras, como as meninas que já foram em feiras internacionais, para conversarem com os outros alunos e darem dicas, contarem como se sentiram, como foi a escolha do tema e o processo de orientação, com um olhar de distanciamento, já que elas já realizaram a pesquisa e já apresentaram”, destaca a mediadora da mesa, Simone Pereira.

As alunas tiveram cerca de 30 minutos de apresentação. Durante a conversa, falaram sobre o processo de escolha do tema, as dificuldades que tiveram durante o trabalho, a experiência das Feiras Científicas nacionais e internacionais e destacaram o crescimento e o desenvolvimento que tiveram com a experiência da pesquisa.

“Foi muito interessante participar, poder compartilhar com o pessoal a nossa experiência e ajudar, com o nosso feedback, os que já iniciaram o Projeto Científico ou que ainda vão começar. Foi muito gratificante tudo isso”, comenta Beatriz Bim. A coordenadora de série, Daniela Coccaro, acompanhou as alunas e compartilhou com os demais professores e participantes a metodologia do Projeto Científico, utilizada na Lourenço Castanho.