fbpx

Infantil 4 visita ateliê de artista plástica

Stela Barbieri recebe alunos e realiza atividades.


No dia 31 de agosto, os alunos do Infantil 4 transformaram-se em pequenos investigadores, no Espaço Bináh, com a artista plástica Stela Barbieri, com suas professoras e com Leila Monteiro, professora de Artes.

Os alunos estão analisando, com as professoras, árvores frutíferas, sementes, folhas e como acontece a germinação – referente ao Projeto Integrador de Sala “Um pé de quê?”. Paralelamente a essas pesquisas, no ateliê, as crianças estão estudando o tema árvores em história da arte.

Ao chegarem ao Espaço Bináh, os alunos foram recebidos por Stela e sua equipe. Foram distribuídas algumas lupas para que as crianças vissem de perto como as folhas são diferentes em tamanho, cor, textura e formato.

Em seguida, os alunos assistiram a um vídeo sobre como um grão de feijão germina e como ele se transforma em planta. Eles ficaram tão encantados com a transformação que quiseram assistir ao filme de novo.

Na atividade seguinte, os alunos tiveram que descobrir onde estavam as folhas escondidas e, para isso, utilizaram giz de cera e papel pardo.

Alguns frutos foram mostrados aos alunos, como cupuaçu, graviola, pimenta doce, jamelão nobre, nigagori (tipicamente do Japão), entre outros. Eles escolheram alguns desses frutos e desenharam a semente crescendo, como viram no vídeo da planta.

Na última atividade no Espaço Bináh, foram entregues aos alunos massas modeladoras e rolinhos de madeira para que carimbassem diferentes tipos de folhas e observassem os detalhes delas, como as linhas e o tamanho.

Leila contou que essa saída pedagógica possibilita um diálogo com o estudo que as crianças estão realizando sobre sementes, frutas, folhas e árvores. É uma possibilidade de os alunos conhecerem o espaço onde um artista trabalha, assunto muito recorrente nas conversas das aulas de ateliê. “A Stela, além de ser artista plástica, é educadora. Então, as crianças têm a oportunidade de desenvolver atividades com uma pessoa diferente, que lhes oferecerá novas experiências, complementando o tema de estudo”, afirma Leila Monteiro