fbpx

Infantil 4 em vivência no viveiro Sabor da Fazenda

Experiências sensoriais, horta, sementeira e muito mais.


Dando andamento aos estudos relacionados ao Projeto Integrador “Pé de quê?”, os alunos do Infantil 4 foram ao viveiro orgânico Sabor da Fazenda para vivenciarem práticas que estimulam um convívio mais harmônico e os conscientizam sobre a importância da preservação do meio ambiente.

Antes do Estudo de Campo, as crianças já haviam observado árvores e, a partir disso, começaram a trazer folhas e sementes para a sala. “As professoras vão dando dicas sobre quais árvores observarem. Estamos focando nas frutíferas, para verem o nascimento e crescimento. Por exemplo, o abacate que, partindo do caroço, eles vão observando todo o processo”, explica a coordenadora do Infantil 4 e 5, Gabriela Kogachi. Foram propostas, também, atividades de experimentação. “Um aluno traz um melão, por exemplo, para todos provarem porque é a fruta preferida dele e, a partir disso, vamos ampliando o repertório das crianças”, diz.

No viveiro Sabor da Fazenda, os alunos puderam ter um contato direto com variados tipos de ervas. Perceberam o processo de plantação da semente até o momento em que o produto chega à mesa para alimentação, além de mostrar a importância do cultivo. “Queremos aproximar as crianças do próprio alimento, para saberem de onde vem e não ter aquele pensamento de que as coisas vêm do supermercado. É necessário saber que elas vêm da planta, que elas se desenvolvem. É preciso ter paciência, saber que você planta hoje, e que amanhã ela ainda será uma sementinha. É importante aproximar as crianças do alimento e também do cultivo”, explica a bióloga da fazenda, Débora Morato.

Sobre o Estudo de Campo, a coordenadora explica: “O objetivo na Fazenda é eles observarem a estufa, as mudas e todas as etapas das plantas, especialmente as frutíferas. No final, eles vão terminar com o plantio de mudas, que vão levar para casa. Assim, complementamos a primeira parte do Projeto e damos continuidade às atividades”.

Para começar, os alunos foram convidados a comerem frutas, como banana e maçã, e orientados a separarem as cascas. Direcionados ao cultivo orgânico, os alunos descobriram que os restos das frutas viram adubo para as plantas. Nesse momento, eles também tiveram contato com o Tatu-Bola, o Piolho de Cobra e a Centopeia.

No momento seguinte, os alunos foram levados ao canteiro para conhecerem os variados tipos de mudas de plantas presentes na Fazenda. Eles souberam os benefícios da babosa, viram uma planta carnívora, além de outras curiosidades sobre os diversos tipos de plantas.

Chegando ao Minhocário, os alunos se sentaram no chão, para ouvirem a explicação sobre como são as minhocas e como elas colaboram para a natureza e vida das plantas. Com algumas separadas em um recipiente, as crianças que quiseram puderam colocá-las nas mãos.

Para mostrarem o quão importante é a reciclagem do lixo, diversas embalagens de papelão e plástico foram espalhadas no canteiro de ervas aromáticas, para que os alunos percebessem a bagunça que havia ficado e notarem que é de extrema importância jogar o lixo no lugar certo e preservar o ambiente.

Feito isso, as crianças passaram por uma experiência sensorial. Elas foram convidadas a cheirar as ervas que havia no canteiro para perceber se o cheiro era bom ou não, se gostavam ou não. Elas compartilharam as sensações.

Finalizado o primeiro momento, os alunos foram ao refeitório para ser servido o lanche. Eles puderam experimentar os tomates, cenouras e chuchus produzidos na própria Fazenda, além de torradas temperadas com as ervas cultivadas e pipocas que foram servidas posteriormente.

Para encerrar as atividades, os alunos foram reunidos para receberem orientações do processo de plantação de mudas e, assim, começarem a plantar as que receberam para levarem para suas casas.