10º Congresso ICLOC de Práticas na sala de aula

Professores e funcionários da Lourenço apresentam trabalhos em congresso.


A 10ª edição do Congresso ICLOC – Práticas na sala de aula aconteceu no sábado, dia 26 de maio, nas dependências do Colégio Presbiteriano Mackenzie. Organizado pelo Instituto Cultural Lourenço Castanho, o evento tem como objetivo oportunizar o compartilhamento trabalhos e projetos que educadores de escolas privadas e públicas desenvolvem com os seus alunos dentro e fora das salas de aula.

O Congresso desse ano contou com mais de 270 sessões, realizadas em três diferentes horários. Professores e funcionários da Lourenço Castanho apresentaram 24 trabalhos.

No primeiro horário, duas professoras da Educação Infantil apresentaram o trabalho “OEI (Observação, experimentação e investigação) – A lâmpada de lava”, em que alunos de cinco anos realizaram experimentos para despertar a curiosidade e o olhar investigativo. A atividade foi dividida em quatro etapas:

Experiência de mistura de óleo e água. Os alunos criaram hipóteses do que poderia acontecer (se os elementos se misturariam ou se separariam); mistura de água, corante e óleo, na qual os alunos tentariam imaginar qual seria o efeito do corante nessa situação; mistura de água e pastilha efervescente, óleo e pastilha efervescente; por fim, a etapa de misturar água, pastilha efervescente, corante e óleo.

Viviane Lacerda, professora da Associação Crescer Sempre, de Paraisópolis, conta que escolheu assistir a essa sessão, porque ela tenta atuar dentro desse processo de investigação e experimentação com seus alunos. “Eu acho que esse tipo de trabalho vem acrescentar em nossa prática realizada na Associação”, afirma Viviane.

Quatro professoras auxiliares da Educação Infantil apresentaram o trabalho “Ler e contar histórias: A literatura como atividade permanente na Educação Infantil”, que trabalha com diferentes gêneros literários em cada série, além da realização de leituras e contações de história. Elas utilizam, ainda, diferentes recursos com os alunos, como dramatização, teatro com sombras, fantoches, entre outros.

Andressa Santos, professora do Espaço Lúdico, que estava assistindo à sessão, parabenizou a Escola por mostrar a valorização das professoras auxiliares.

No último horário, o professor da Lourenço Castanho Roberto Vicente apresentou o trabalho “Lyriteracy” cujo objetivo é compartilhar o gênero lírico para despertar o engajamento com o aprendizado da Língua Inglesa. Roberto conta sobre sua primeira participação no Congresso ICLOC: “Eu estou achando muito interessante a possibilidade de trocar práticas de forma não hierarquizada. Tive a sensação de fazer troca mesmo, não tinha ninguém aqui ensinando o que o outro deveria fazer”.

Os educadores da Lourenço Castanho também apresentaram as seguintes práticas letivas: Um barco de histórias: a construção de um projeto com crianças pequenas; Makerspaces: como resgatar conceitos, avaliando os alunos e mapeando as competências do século XXI?; Indicadores de aprendizagem e o processo de metacognição; Paisagens dos meus olhos!; Inclusão escolar de uma aluna com baixa visão; Dia de Integração – Vivência, encontro e reflexão na comunidade escolar; Um pé de quê?; Projeto integrador de série: Qual é a cara do Brasil?; Algoritmo: das estratégias pessoais dos alunos à formalização nas séries iniciais; Construção e programação de uma residência automatizada; Dramatizando a leitura para entender o texto; Recrio, o recreio que crio; REHAB (Rehabilitation Software): utilizando Scratch e Kinect para o auxílio da reabilitação motora; Coco: explorando as manifestações da cultura popular na primeira infância; Que bicho é esse?; Eu queria que essa história não acabasse nunca: a Árabia dentro da sala de aula no 3º ano; A informática transformando as aulas de inglês; Pecha Kucha: desenvolvendo confiança, espontaneidade e oralidade nas aulas de inglês do EF2; Escrever para quem? Concurso de produção textual; Associação de Pais: um canal de comunicação entre pais e escola; Bastidores do Ensino Maker.

Ao todo foram apresentados no 10º Congresso ICLOC de Práticas na sala de aula mais de 1.000 trabalhos, que recebeu a visita de aproximadamente 5 mil educadores de escolas públicas e privadas de todo o Brasil.