NUPS promove integração entre escolas

Alunos do Ensino Fundamental I recebem alunos de escola estadual.


Em parceria com o Núcleo de Projetos Sociais (NUPS), as crianças do 3º ano receberam os alunos da Escola Estadual Ludovina Credidio Peixoto, no dia 12 de setembro. O encontro foi muito divertido e repleto de atividades.

No final de maio, os alunos da Escola Ludovina enviaram algumas listas de interesses para os alunos da Lourenço Castanho. Na lista, as crianças escreveram seus nomes e coisas que elas gostam de fazer como praticar esportes, brincar de bonecas, ler, entre outras atividades.

Baseados nessa lista de interesses, os alunos da Lourenço Castanho se identificaram com os gostos dos colegas e enviaram cartas para eles, contando sobre a semelhança dos interesses e como estavam ansiosos para conhecê-los.

Esse primeiro contato entre os alunos foi importante para que eles pudessem perceber que tinham muita coisa em comum antes mesmo de se conhecerem.

Felizmente, o dia 12 de setembro chegou para que os alunos pudessem realizar a vivência com quem tinham trocado cartas. Antes de conhecerem os estudantes da Lourenço Castanho, as crianças da Escola Ludovina conversaram com o coordenador de série, Paulo Chagas, para tentar adivinhar como os alunos eram. Elas diziam o nome da criança e descreviam como imaginavam: altas, baixas, se tinham cabelos longos ou curtos, se eram loiras ou morenas, por exemplo.

Com auxílio do coordenador do NUPS, Stefano Bigotti, os alunos das duas escolas realizaram a primeira atividade. Eles se dividiram em dois grupos e tinham um tempo para tentar encontrar a pessoa com quem haviam trocado as cartas.

Após acharem seus colegas, os alunos estavam livres para realizar atividades em cinco espaços diferentes: sala de música, laboratório de Ciências (oficina de massinha), aula de capoeira, sala de leitura e laboratório de informática (minecraft). Esses espaços foram criados baseados nas cartas de interesses que os alunos mandaram para a Lourenço Castanho.

Depois de se divertirem nesses espaços, as crianças lancharam e realizaram atividades livres no recreio, como jogar futebol, pular corda e brincar de bambolê.

No final das atividades, os alunos foram divididos em três turmas no período da manhã e em duas turmas no período da tarde. As professoras de série sugeriram, como última atividade, que os alunos das duas escolas fizessem uma análise de como foi o dia com as crianças que não conheciam.

Os alunos da Lourenço Castanho contaram suas primeiras impressões, o que mais gostaram de fazer e como estão ansiosos para conhecer a Escola Ludovina no próximo mês.

Bernardo Carvalho, aluno do 3º ano G, contou que foi bom conhecer pessoas que nunca tinha visto. A aluna Carla Beatriz da Silva, da Escola Ludovina, afirmou: “Eu gostei de fazer novos amigos, de conhecer a Helena (aluna da Lourenço Castanho) com quem troquei carta e de fazer massinha com ela”.

“Nós vimos que crianças de realidades diferentes podem sim ser crianças juntas. Não existem barreiras. Esse foi o maior de todos os ganhos com essa integração” diz Paulo Chagas.

A coordenadora da Escola Ludovina, Cláudia Inácio Silva, conta sobre a importância de realizar essa ação: “A socialização é muito importante para os alunos. Eles conseguiram entender que é possível utilizar um meio de comunicação para conhecer pessoas novas e que elas podem gostar dessas pessoas através de cartas”.

Os alunos da Lourenço Castanho produziram duas caixas de correio que ficarão uma em cada escola. Assim, as crianças continuarão trocando cartas com os novos amigos que fizeram.

O próximo encontro acontecerá no dia 16 de outubro na Escola Ludovina. As duas escolas produzirão e trocarão convites para que os alunos conheçam a Expo Ludovina e a Mostra Cultural Lourenço Castanho, que será realizada no dia 2 de dezembro.