Infantil 3A visita Escola Berçário Cirandar

Atividade é parte integrante do Projeto “Nasci e Cresci: da barriga para o mundo”.


As crianças do Infantil 3A foram à Escola Cirandar para entrarem em contato com os bebês da área de berçário. A visita faz parte do Projeto de Classe “Nasci e Cresci: da barriga para o mundo”. A turma está estudando o período da vida e estabelecendo relações com as diferenças de suas próprias experiências escolares.

O projeto surgiu a partir da vivência das crianças com a professora auxiliar Camila Marani, que estava grávida. “Eles começaram a ter interesse pela gravidez da professora e começaram a chamar carinhosamente a bebê de ‘Laurinha’. Então, começamos a explorar esse assunto que foi de interesse deles. Pesquisamos como o bebê fica dentro da barriga e como é o desenvolvimento na gestação. Para complementar, eles trouxeram filmagens do nascimento deles. Assim, puderam ver bem como é a fase do nascimento”, explica a professora titular do Infantil 3A, Carolina Gentil.

Sabendo do Projeto de Classe, uma das mães dos alunos, que é obstetra, trouxe para a Escola os aparelhos necessários para ouvir o coração do bebê. “Essa experiência foi muito próxima deles. Ouvir o coração, por meio dos aparelhos, trouxe um sentido maior para eles”, destaca a professora. Após o nascimento da Laura, a professora auxiliar enviou fotos para a turma continuar esse contato com a bebê.

Para aprofundar essa etapa, a turma pesquisou as características dos bebês e tiveram um encontro com as crianças do Infantil 1 e 4 para observarem o que era parecido e o que era diferente entre as idades, além de explorarem as fases de crescimento. “Para verem esse processo de crescimento, desde que eles eram bebês até agora, as crianças trouxeram fotos, medidas de crescimento que os pais marcaram e produziram um painel com o tamanho deles antes e agora. Com os pais, eles confeccionaram um cartaz com as preferências de quando eram bebês e as que têm agora”, diz Carolina.

A saída teve como objetivo estabelecer relações sobre as fases da vida com as crianças. “Nós fizemos uma pesquisa para vermos o que eles queriam saber do berçário e realizamos a preparação que sempre fazemos antes das saídas. As conversas com a turma possibilitaram saber o que eles estavam imaginando que ia ser e o que queriam saber dos bebês que lá estariam”, explica a professora.

Ao chegar à Escola Cirandar, as crianças foram recebidas com muita música pelos alunos. Terminado esse primeiro momento, a turma foi conhecer os espaços da escola: sala dos bebês, o lactário onde tomam lanche, o espaço onde brincam e ainda puderam acompanhar a Shantala (massagem realizada nos bebês). No espaço de brincar, as crianças puderam vivenciar um contato maior com os bebês.

“Acredito que essa experiência enriqueceu o Projeto de Classe. Algumas crianças não têm esse contato com bebês tão pequenos, e realizar essa integração é significativo. Além disso, a saída possibilita aos alunos novas experiências, e essa, especialmente, possibilitou o contato com novas crianças, com uma escola diferente e brinquedos diferentes. Vê-los explorando e vivenciando o espaço é importante porque, nessa fase, quanto mais experiências tiverem, mais aprendizado e crescimento eles terão de uma forma mais lúdica e íntegra com todo o trabalho”, diz Caroline.

Em sala de aula, a turma relembrará as atividades realizadas. “Nós iremos fazer um resgate de tudo o que foi vivido no berçário, comparando o que eles achavam que ia ter e o que realmente tiveram. E como teremos a Mostra Cultural, nós iremos construir algo relacionado ao Projeto para que possa representar todo esse processo que vivenciamos”, explica Carolina.