Visita ao Ensino Médio

Estudo de Campo é realizado nos espaços da Escola.


Em visita às dependências do Ensino Médio, os alunos do 2º ano do Ensino Fundamental tiveram a oportunidade de realizar um Estudo de Campo, pesquisando sobre os espaços e as funções da Escola.

As crianças ficaram encantadas com o local, principalmente com a quadra, e com o fato de os alunos não precisarem utilizar uniformes.

O primeiro lugar que conheceram foi a Sala de Projetos e, lá, puderam explorar e tentar adivinhar o que os alunos aprendem. Uns disseram que eles poderiam ter aulas de Literatura, porque na sala há um retroprojetor, outros disseram que poderiam ter aulas de Física, já que a sala contém um armário com diversas ferramentas.

Os alunos anotaram em seus cadernos de campo os materiais e as informações que existem na sala, como os murais que contam a história da Escola. Em seguida, as crianças entrevistaram a assistente de biblioteca Marilene Ramos, que trabalha na Escola há 22 anos. Perguntaram qual a função dela na Escola, quantos alunos e professores há no Ensino Médio, quantas salas há na Unidade e tiraram outras dúvidas. Marilene explicou tudo a eles.

Outro lugar explorado pelos alunos foi a Sala de Convivência, onde observaram os boletins de 1970 e troféus expostos. O terceiro ambiente visitado foi o Centro de Memórias e a Biblioteca. Lá, eles viram as lembranças da Lourenço Castanho como: documentos, fotos, cadernos pedagógicos e provas antigas, que ficam armazenadas desde o início da Escola. As crianças puderam manusear esses documentos, mas foi necessário que colocassem luvas para isso.

Uma segunda entrevista realizada pelos alunos do 2º ano foi com a aluna da 1ª série, Mojdeh Mani, que contou curiosidades do Ensino Médio às crianças. Modjeh contou que eles têm prova toda semana, explicou sobre o grêmio e quais oficinas eles têm.

Por fim, os alunos conheceram toda a Escola e seus espaços. A aluna Maria Alice Guimarães, que já conhecia a Unidade, conta o que achou do estudo de campo: “Eu gostei de conhecer o Centro de Memórias, porque lá tem um monte de coisa da Lourenço que eu não sabia”.

“É importante realizar o Estudo de Campo, porque eles já entram no formato de estudar fora da sua Unidade e levam esse estudo até o final da Escola. É um treino, uma preparação, e eles também resgatam a memória da vida deles, porque todos são da comunidade Lourenço Castanho”, destaca a professora Danielle Fontenele.