Alunos dos 6ºs anos visitam Museu de Geociência

Alunos participaram de atividades de pesquisas sobre Geologia.


No dia 22 de maio, os alunos dos 6ºs anos foram ao Museu de Geologia do Instituto de Geociência da Universidade de São Paulo (USP) para realizarem atividades de pesquisa sobre temas como as rochas e os minerais, assuntos que estão estudando no componente curricular de Geografia.
 
Em sala de aula, os alunos estão vendo sobre o funcionamento do planeta. “No 6º ano, o propósito é estudar os fenômenos terrestre. Nesse momento, os alunos estão vendo geologia, com assuntos como a formação do planeta, rochas, minerais e desastre naturais geológicos”, explica a professora de Geografia, Lígia Pinheiro. Com isso, a proposta da visita ao museu é fazer com que eles tenham um contato efetivo com os materiais que estão sendo estudados no conteúdo teórico. “Eles têm as aulas sobre o conteúdo, nós mostramos alguns exemplares por meio de slides, só que a experiência da visita ao museu traz um outro sentido. É uma experiência de cientista, em que eles podem ter contato com material diverso, que não temos na Escola e também a oportunidade de eles, de fato, realizarem uma pesquisa”, destaca a professora.
 
Chegando ao museu, os alunos foram recebidos pelo geólogo Ideval Souza, que deu uma aula introdutória sobre os assuntos que a turma iria encontrar no local, além de ajudar com algumas dicas sobre o roteiro de pesquisa do estudo de campo. “Fizemos uma aula como é dada na universidade, com uma conversa direta e, depois, um momento de perguntas e respostas. Pude perceber que eles já são cientistas, estavam com papel e lápis com o propósito de anotar e relatar tudo o que fosse observado. A ciência começa assim: com observação e o relato dessa observação – é assim que funciona”, destaca Ideval.
 
“A aula foi bem diferente da nossa. Na Escola, eles explicam passo a passo para facilitar nosso entendimento, aqui não, aqui é bem mais direta”, comenta Lucas Acan, do 6ºB. “Ele não anota nada na lousa, só vai falando, é um pouco difícil”, complementa o colega de turma, João Gabriel.
 
Concluída a aula, os alunos seguiram para a área do acervo. Lá, eles realizaram as atividades de observação para preencherem a ficha do estudo de campo, além de fotografarem algumas rochas e minerais para registro. “O objetivo dessa atividade é realizar um álbum geológico. A primeira etapa, que é individual, é a partir da aula. Cada um irá produzir um texto introdutório sobre a ida ao museu. Depois, eles irão organizar as informações que coletaram junto às fotos que tiraram para, posteriormente, colocarem essas informações em uma apresentação de Power Point. Assim, cada grupo irá produzir seu álbum”, explica Lígia.
 

Leonardo Morizono, do 6ºB, destaca o que gostou no Museu. “Gostei bastante dos fósseis, das rochas e dos minerais. Eles são bem coloridos, isso é bem interessante”, diz. “Achei bem legal aqui, são coisas que eu nunca tinha visto e tinha muita curiosidade de ver”, complementa Lucas Argan.